loading

_grupos

  • Vizinho Legal

    Instiuição: Grupo Independente
    Direção: Leandro Oliva e Edemi Júnior

    A Cia de Teatro Vizinho Legal completa 10 anos juntamente com o Projeto Conexões. Integra o projeto social PALCO - Projeto Para Arte, Lazer, Cultura e Orientação, criado e gerido pela empresa Ideia.SP Projetos Sociais, Artes e Eventos. O objetivo deste projeto é ampliar, por meio da arte e educação, as possibilidades de escolhas, oportunidades e perspectivas de futuro de crianças, jovens e adultos que vivem em situação de vulnerabilidade social, de modo a atuarem, como cidadãos, em seu contexto social.

    No Projeto Conexões, a Cia de Teatro Vizinho Legal realizou as seguintes montagens: Meio-Fio, de Marcelo Rubens Paiva, direção de Marcello Airoldi (2007); My Face, de Nigel Williams, direção de César Negro (2008); Lindo de Morrer, de Cristopher William Hill, direção de Daves Otani (2009); Maledicência, de Jandira Martini, direção de Danillo Moreno (2010); Contos que cantam sobre pousospássaros, de Cláudia Schapira, direção de Jacqueline Obrigon (2011); As Crisálidas, de David Harrower, direção de Liana Ferraz e Wallyson Rodrigues (2012); A Estática, de David Anderson, direção de Andreza Rodrigues e Edemi Jr. (2013); Mentiroso, de Gergory Burke, direção de Edemi Jr (2014); Remoto, de Stef Smith, direção de Wallyson Rodrigues (2015); Os Músicos, de Patrick Marber, direção de Jorge Alves (2016).

  • Cultura Inglesa

    Instiuição: Cultura Inglesa
    Direção: Fernanda Gama

    O grupo da Cultura Inglesa está no projeto Conexões desde 2007, mas a formação atual existe desde 2012. O grupo participou do projeto em 2012 com Septeto Fatal, 2013 com Celular- O Show e 2014 com Cimbelino XXI: um ensaio. Alunos e ex-alunos da Cultura Inglesa participam do elenco que a cada ano se modifica. Todos os anos o grupo se renova: recebe novos integrantes e também se despede de outros. O grupo tem trabalhado com muita dedicação e bom humor para levantar os espetáculos e diversas atividades ajudaram no processo de criação das peças, tais como: workshop com o autor da peça, fórum de discussão, troca de vivências com outros grupos participantes e ainda a visita de diretores colaboradores do Célia Helena aos ensaios. 

  • Colégio São Luís

    Instiuição: Colégio São Luís
    Direção: Carú Lima e Tuna Serzedello

    A primeira apresentação de um grupo de teatro formado por alunos do Colégio São Luís foi com sua primeira turma em 1867 e sempre teve alunos participando de atividades ligadas ao teatro. O Colégio acredita no teatro como importante ferramenta para a formação humana e cultural de crianças e jovens, para tanto realiza Mostras de Teatro anualmente e a cada dois anos participa da Bienal de Arte dos Colégios Jesuítas. O grupo que representa o Colégio São Luís no Conexões é formado por estudantes do Ensino Fundamental e Médio e é parte dos cursos de teatro oferecidos pelo colégio aos alunos. No Conexões montou os textos: “Peça de Horror” (2007); “Uma História de Vampiro” (2008), “Blecaute” (2009); “Nas Alturas” (2010); “Contos que cantam sobre pousospássaros” (2011); “Septeto Fatal” (2012) e “A Estática” (2013). Em 2014 tivemos a honra de encenar um texto de um ex-aluno do Colégio São Luís e do Projeto Conexões “A Voz do Silêncio” de José Arthur Ridolfo. Em 2015 o grupo encenou “DNA” de Dennis Kelly. Em 2016, o CSL formou um grupo especial unindo alunos do Ensino Médio diurno e noturno para apresentar "Os Músicos" de Patrick Marber.

  • Grupo de Teatro Vera Cruz

    Instiuição: Colégio Vera Cruz
    Direção: Ângela Marsiglio Carvalho

    O Grupo de Teatro Vera Cruz atualmente é composto por 22 alunos das três séries do Ensino Médio sob a coordenação geral da professora Ângela Carvalho. Nossa história é recente: encenamos em 2015: A Ópera dos Três Vinténs, de Bertold Brecht, na qual os estudantes tocaram e cantaram algumas das canções originais de Kurt Weill, dos Beatles e de Chico Buarque. O ensino e aprendizagem de dramaturgia para nosso Grupo objetiva retratar situações em que o aluno lê literatura dramática e pratica dramaturgia, pressupondo que a arte literária e o domínio da oralidade ajudam os estudantes a superarem as dificuldades de ouvir uns aos outros, fazendo com que reconheçam e respeitem as diferenças com atitudes solidárias, além de valorizarem a arte teatral.

  • Grupo de Teatro do Colégio Guilherme de Almeida

    Instiuição: Colégio Guilherme de Almeida
    Direção: Giovana Possenti

    O grupo de teatro do Colégio Guilherme de Almeida iniciou suas atividades em 2008 na cidade de Guarulhos, com aulas que visam o descobrimento pessoal, formação do ser humano e a expressão através da arte. Os alunos tem contato com técnicas de encenação, história do teatro e da arte. Em todos esses anos tivemos a entrada e saída de diversos alunos, que encontraram no teatro uma forma diferenciada de lidar com a sociedade e de descobrir a si mesmos. Durante os primeiros anos, procuramos trabalhar com textos próprios, criados através processo colaborativo e exercícios de improviso, e no ano passado trabalhamos com o primeiro texto não autoral. Neste ano de 2016 está sendo a nossa primeira participação no Projeto Conexões, proporcionando novos desafios, aprendizado e muito crescimento ao grupo.

  • Grupo Trem da Alegria

    Instiuição: Escola Estadual Astrogildo Silva
    Direção: Mauricio Miele

    Atendendo a um chamado da SEE para inscrição no Projeto Conexões, e conectando-se a antigo anseio de nossa equipe, o Astrogildo montou um grupo de Teatro.

    O grupo conta com doze alunos muito jovens, pré-adolescentes entre onze e treze anos, que estão tendo dois ensaios semanais desde o mês de abril.

    Nesses ensaios os jovens estão desenvolvendo, além de noções de história do teatro, expressão corporal e exercícios com o corpo e voz, estão atendendo as exigências de dedicação, seriedade e compromisso cobrados pelo Professor Tele, responsável pelo grupo, e assim crescendo como seres humanos.

  • Grupo de Teatro Baetinha

    Instiuição: E.E. Dr. Baeta Neves
    Direção: Daniel Rossi Garcia (Pedrinho Garcia)

    O Grupo de Teatro Baetinha foi formado em 2009 para participar do Projeto Conexões com a ideia de fortalecer o protagonismo juvenil, com o objetivo de oferecer aos alunos a experiência de fazer teatro. Desde então, ano após ano de projeto (2010, 2013, 2014, 2015 e agora 2016) o elenco foi se transformando e mudando conforme cada edição acontecia; e hoje, que somos um grupo residente no projeto, temos como maior objetivo crescer não somente como artistas, mas também como seres humanos, levando a nossa arte para que outras pessoas possam também refletir sobre a vida.

  • Grupo Mudança de Cena

    Instiuição: Grupo Independente
    Direção: Yara Toscano e Osmar Araujo

     

    O Mudança de Cena é uma organização da sociedade civil (OSC) que promove Direitos Humanos, cidadania e o protagonismo cultural por meio da educação e da arte. A Trupe Ortaet é um grupo de teatro comunitá¡rio, um manifesto artí­stico popular que se apropria do teatro para fazer pensar as questões sociais de forma crí­tica acerca do direito e proteção integral da criança e do adolescente. Em suas trajetórias já realizaram diversas apresentações e montagens, além de montagens autorais de Teatro do Oprimido. Em 2016 a Mudança de Cena montou "A Ponte", texto inédito de Lucienne Guedes pelo Projeto Conexões.

  • GTCOES - Grupo de Teatro do Colégio Espírito Santo

    Instiuição: Colégio Espírito Santo
    Direção: Sandra Saavedra Araujo Canhadas

    O GTCOES - Grupo de Teatro do Colégio Espírito Santo – foi fundado em 2005 e é destinado aos alunos do nono ao terceiro ando do ensino médio. Ao longo de cada ano os jovens aprimoram nas aulas a sua expressão vocal e corporal, fortalecem a cognição, a memória e desenvolvem a criatividade e a improvisação; mas, acima de tudo, o Colégio Espírito Santo vê no teatro a oportunidade do estudante se expressar artisticamente, colocando-se no mundo, vivenciando novos olhares e aprendendo, por meio dessa vivência, a trabalhar em grupo. Ao longo dos anos o Grupo apresentou diversas peças, sempre em busca de desafios diferentes, entre elas: Romeu e Julieta, Noite de Reis, Tribobó City, O Auto da Compadecida, Dom Casmurro, etc. A última montagem, em 2016, foi da peça “Confissões em 10 segundos”, resultado do primeiro processo de criação coletiva do grupo, o texto retrata os anseios e questionamentos dos jovens atuais e coloca em perspectiva a vida nas redes sociais versus a vida real.

  • Grupo Eda

    Instiuição: Emef Eda Mantoanelli
    Direção: Lindy Barbosa

    Os integrantes do grupo foram alunos da professora de teatro Lindy Barboza, nas
    oficinas da escola em tempo integral. Isso aconteceu quando eles eram alunos do
    5.o Ano e nesta ocasião realizaram diversas montagens em nível de exercício cênico.
    Foram elas No Reino das âguas Claras ( Monteiro Lobato ), Tributo a USA ( sobre a vida
    de Obama presidente dos USA ) e a formatura Pandolfo Bereba de Eva Furnari, depois
    disso, alguns se aventuraram a continuar as oficinas na fundação das Artes de SCSul
    e foi lá que a aluna Bruna Laio encontrou o livro conexoes de 2007 e leu o texto Peça
    de Horror de Judith Johnson, relacionando com a foto de Lindy Barboza e o grupo
    que orientava na ocasião, o Grupo de Teatro Jovem Estrelas de David, participantes
    do Conexões 2007 e 2008. Resolveu perguntar para a Professora como eles poderiam
    participar e assim ela realizou a inscrição! Agora e arregaçar as mangas e trabalhar!

  • Grupo Teatro e Cia.

    Instiuição: Grupo independente
    Direção: Renato Oliveira dos Santos

    O Grupo Teatro e Cia foi criado no começo do ano de 2017 e se trata de um grupo amador de estudantes de teatro da cidade de São Bernardo do Campo. O grupo começou com apenas 3 integrantes e está crescendo cada vez mais, ganhando força. Criamos o nome TEATRO E CIA. pelo fato de que o grupo apresenta espetáculos teatrais e também de dança. O objetivo do grupo é fazer com que suas apresentações, sendo teatro ou dança, consigam passar algo de diferente para o público.
    Como o grupo é novo, estamos fazendo nossa primeira montagem, uma peça chamada O DESPERTAR, de autoria de um dos integrantes do grupo. No momento, estamos trabalhando no primeiro ato que será apresentado ao público em breve, pois queremos saber qual reação das pessoas sobre o começo da história. A partir disso, começaremos a discutir sobre os outros atos que serão apresentados em julho 2017. Ensaiamos na UFABC-SBC, que nos oferece um espaço amplo e conservado.